payday loans

<<< Voltar

  29 de Setembro > 30 de Setembro > 1 de Outubro > 2 de Outubro > 3 de Outubro > 4 de Outubro > 5 de Outubro >

Exposições à Noite (abertas até à meia-noite)

Terreiro do Paço e Cordoaria Nacional
3 de Outubro > | 10:00

 

CORPO.ESTADO, MEDICINA E SOCIEDADE NO TEMPO DA I REPÚBLICA. É o título escolhido para uma exposição que pretende dar conta da história da medicina em Portugal nas décadas da consolidação do poder e do prestígio dos médicos, bem como das relações entre este saber, o poder político e os diversos grupos sociais. É a história de um saber e de um poder que não recusou a sua vocação social.

VIAJAR.VIAJANTES E TURISTAS À DESCOBERTA DE PORTGUAL NO TEMPO DA I REPÚBLICA. O ano de 1911 representa um momento fundamental na emergência do turismo organizado em Portugal. Nesse ano, em Maio, Lisboa recebeu o IV Congresso Internacional de Turismo e o governo provisório da República criou as primeiras estruturas oficiais – a Repartição de Turismo e o Conselho de Turismo. Viajar por prazer, para conhecer outros lugares e costumes, como distracção ou forma de repouso tinha-se tornado um desejo acessível a mais pessoas.

Período de exibição

23 de Julho a 31 de Dezembro de 2010

De 29 de Setembro a 5 de Outubro: 10h00 - 24h00 | Restantes dias: 10h00 - 18h00

http://corpo.centenariorepublica.pt

http://viajar.centenariorepublica.pt

 >> entrada livre


VIVA A REPÚBLICA!1910-2010. A exposição Viva a República! propõe uma leitura de um dos ciclos políticos mais marcantes da história de Portugal no século XX. O advento da República foi o momento decisivo de viragem de um Estado arcaico e dependente e o início do processo de transição do regime oligárquico para uma democracia de massas que só veio a florescer, definitivamente, em 25 de Abril de 1974.

Período de exibição

12 de Junho a Dezembro de 2010

Dias 1 a 4 de Outubro: 10h00 - 24h00, 5 de Outubro: 10h00 - 16h00 | Restantes dias: 10h00 - 18h00

http://vivarepublica.centenariorepublica.pt

>> entrada livre



Autocarro do Centenário (famílias e público em geral)

Partida: Praça do Município
3 de Outubro > | 11:00

Visita guiada por técnicos da CML, num autocarro da CARRIS, pelos locais emblemáticos da cidade de Lisboa relacionados com a Revolução do 5 de Outubro de 1910 e a Implantação da I República em Portugal.


O percurso tem início nos Paços do Concelho seguindo Terreiro do Paço, Estação do Rossio (Rua 1.º de Dezembro), Praça Marquês de Pombal, Quartel de Campolide (Rua da Artilharia Um), Quartel de Campo de Ourique (Rua da Infantaria 16, 30), Quartel do Corpo de Marinheiros de Alcântara (Rua do Sacramento, a Alcântara) e Cordoaria Nacional (Rua da Junqueira).


O itinerário histórico envolve ainda uma visita às principais exposições do programa oficial do Centenário da República em Lisboa.

 

Período de funcionamento

1 a 31 de Outubro
terças e quintas-feiras, às 11h e às 15h: escolas do ensino secundário e idosos;
sábados e domingos, às 11h e às 15h: famílias e público geral.

 

>> Inscrições abertas a partir do dia 23 de Setembro para a Hemeroteca Municipal de Lisboa – Serviço de Actividades Culturais e Educativas (T: 213 246 290)

 

Uma iniciativa da Câmara Municipal de Lisboa e Carris com o apoio da Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República.

 



O Balão da República | Voos cativos

Terreiro do Paço
3 de Outubro > | 14:00

Nos voos cativos, o balão fica preso ao solo por cabos com 30 metros de comprimento. A entrada dos passageiros para o cesto é feita pelas duas aberturas em duas faces que servem de degraus facilitando assim a entrada mesmo para quem tenha maiores dificuldades físicas.

 

>> A partir do dia 2 de Outubro todos são convidados a experimentar estes voos nos seguintes locais e horários:

 

2 de Outubro | Terreiro do Paço | a partir das 14h00

3 de Outubro | Terreiro do Paço | a partir das 14h00

4 de Outubro | Alameda D. Afonso Henriques | a partir das 19h00

5 de Outubro | Terreiro do Paço | a partir das 14h00

 

Nota importante: os voos estarão condicionados às condições metereológicas.



Autocarro do Centenário (famílias e público em geral)

Partida: Praça do Município
3 de Outubro > | 15:00

Visita guiada por técnicos da CML, num autocarro da CARRIS, pelos locais emblemáticos da cidade de Lisboa relacionados com a Revolução do 5 de Outubro de 1910 e a Implantação da I República em Portugal.


O percurso tem início nos Paços do Concelho seguindo Terreiro do Paço, Estação do Rossio (Rua 1.º de Dezembro), Praça Marquês de Pombal, Quartel de Campolide (Rua da Artilharia Um), Quartel de Campo de Ourique (Rua da Infantaria 16, 30), Quartel do Corpo de Marinheiros de Alcântara (Rua do Sacramento, a Alcântara) e Cordoaria Nacional (Rua da Junqueira).


O itinerário histórico envolve ainda uma visita às principais exposições do programa oficial do Centenário da República em Lisboa.

 

Período de funcionamento

1 a 31 de Outubro
terças e quintas-feiras, às 11h e às 15h: escolas do ensino secundário e idosos;
sábados e domingos, às 11h e às 15h: famílias e público geral.

 

>> Inscrições abertas a partir do dia 23 de Setembro para a Hemeroteca Municipal de Lisboa – Serviço de Actividades Culturais e Educativas (T: 213 246 290)

 

Uma iniciativa da Câmara Municipal de Lisboa e Carris com o apoio da Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República.

 



Dona Branca, de Alfredo Keil

Teatro Nacional de S. Carlos
3 de Outubro > | 16:00

DONA BRANCA, de ALFREDO KEIL (1850-1907)

Versão de Concerto Drama lírico em quatro partes e prólogo.

Libreto de César Ferreal sobre poema Dona Branca, de Almeida Garrett.

 

Estreada em 1888 no então Real Teatro de São Carlos, “Dona Branca” de Alfredo Keil volta ao palco do TNSC, agora em versão de concerto, no âmbito das Comemorações do Centenário da Republica Portuguesa. Depois da ópera “Don Giovanni” na temporada passada, Johannes Stert regressa a Lisboa para dirigir a Orquestra Sinfónica Portuguesa e o Coro do Teatro Nacional de São Carlos.   No elenco, destaque para Ausrine Stundyte – que interpretou a temporada passada a personagem Mimi em La Bohéme de Peter Konwitschny –, Giorgio Casciarri e para os portugueses Maria Luísa de Freitas, Luís Rodrigues e Nuno Dias.

 

Direcção Musical | Johannes Stert; Projecção de Fotografias de | Duarte Belo

Orquestra Sinfónica Portuguesa | Coro do Teatro Nacional de São Carlos

 

Intérpretes:

Dona Branca | Ausrine Stundyte

La Fée | Maria Luísa de Freitas

Aben-Afan | a anunciar

Adaour | Luís Rodrigues

Don Payo Peres Correia Nuno Dias

Don Nuno | Musa Nkuna

Alda | Chelsey Schill

Vieille Mauresque | Laryssa Savchenko

 

29 de Setembro às 20h00

1 de Outubro às 20h00

3 de Outubro às 16h00

5 de Outubro às 16H00 (Tarde Família)

 

Mais informações em: http://www.saocarlos.pt/gca/?id=657

 

Uma produção do Teatro Nacional de São Carlos Apoio da Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República.



Inauguração da Exposição: A República de Eléctrico

Museu da Carris
3 de Outubro > | 16:30

A exposição A República de eléctrico é uma iniciativa desenvolvida em parceria pelo Museu da Carris, a Companhia Carris de Ferro de Lisboa e a Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República, tendo por objectivo dar a conhecer a história e o património da Companhia Carris no período da I República. A história da Companhia Carris durante a I República está intimamente associada à história do quotidiano da cidade de Lisboa e ao seu desenvolvimento urbano, a que se acrescenta um quadro de modernização e desenvolvimento da rede de transportes, mais em particular da rede de eléctricos, nas primeiras décadas do século XX.
A história dos eléctricos de Lisboa durante a I República ficou ainda marcada por algumas transformações tecnológicas e espaços de inovação mas também pelo contexto político, económico e social que atravessou.

 

The Tram Republic exposition is a joint initiative developed by the CARRIS Museum, the Companhia Carris de Ferro de Lisboa and the National Commission for the Centenary Celebrations of the Republic, the purpose of which is to disseminate the history and heritage of Carris during the 1st Republic.
The history of Carris during the 1st Republic is closely linked to the day-to-day history of the city of Lisbon and its urban development, together with a scenario of the modernisation and development of the transport network, particularly the tram network, during the early decades of the 20th century.  The history of trams in Lisbon during the 1st Republic was not only marked by technological advances and innovative ideas, but also by the political, economic and social climate of the period.

 

Período de exibição

3 de Outubro de 2010 a 31 de Março de 2011
de Segunda a Sábado, das 10h às 17h

Museu da Carris, Rua 1.º de Maio, 101 - Lisboa

T. 213 613 087

e-mail: museu@carris.pt

http://museu.carris.pt

 

Acessos: Eléctrico 15, Autocarros 714, 727, 732, 742, 751 e 756 – só até ao Largo do Calvário 720, 738 e 760.

 

Exposição organizada no âmbito das comemorações do Centenário da República

Uma iniciativa da Carris e Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República.



Lisboa da Revolução - Visita Guiada com o Prof. Doutor António Reis

Partida: Quartel de Campo de Ourique (actual Actual Escola do Serviço de Saúde Militar)
3 de Outubro > | 17:00

A visita integra um percurso pedonal por algumas das ruas da Revolução republicana, com passagem por alguns pontos de confronto entre as forças monárquicas e republicanas.

 

Duração estimada: 1h30 (a pé)

 

Percurso

. Ponto de encontro: Quartel de Campo de Ourique (actual Actual Escola do Serviço de Saúde Militar, Rua de Infantaria 16, nº 30)

. Rua Ferreira Borges

. Palácio das Necessidades (Largo das Necessidades, Alcântara)

 

Participação

A participação é gratuita não necessitando de inscrição prévia.

Basta comparecer no ponto de encontro até à hora do início do passeio.


 

Organização da Lisbon Walker com o apoio da Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República.

 

logoLisbonWalker   logo_cor_72



Incrível Tasca Móvel – A Tasca das Tascas celebra a República

Rossio
3 de Outubro > | 21:00

Gerada na margem sul do Tejo, em 2005, p’lo desejo de Pablo e Miranda dos OqueStrada, esta jóia de luz é composta por estruturas metálicas que se debruçam sobre o espaço suportando lustres e gambiarras numa dança de classes.


Obra única de ferro e iluminação onde a luz delimita a fronteira público e privado, desbrava caminhos entre a tradição e a inovação, entre arte e copos de três, entre o fado e o circo, entre épocas...

 

Período de exibição

de 1 a 3 de Outubro às 21h00

 

>> O espectáculo é de graça e ao ar livre mas é necessário levantar uma senha frente à Ginginha do Rossio (Largo de S.Domingos)

das 18h às 20h (o limite é de 300 pessoas por dia).



Espectáculo multimédia

Terreiro do Paço
3 de Outubro > | 21:30

A Frente Tejo vai realizar pela primeira vez em Portugal um espectáculo multimédia, com animação e efeitos 3D, projectado em toda a fachada do arco da Rua Augusta no Terreiro do Paço.


De 01 a 05 de Outubro de 2010, duas vezes por noite (às 21.30h e 23.50h) com excepção do dia 05 (apenas uma projecção às 22.00h) vai ser possível viajar no tempo: assistir ao terramoto e ao maremoto que arrasaram Lisboa, participar na sua reconstrução ao lado do Marquês de Pombal, conviver com figuras da política e da cultura que marcaram a História de Portugal.


A monumentalidade da fachada que serve de «tela» e a espectacularidade da projecção permitem dar aos cidadãos um sentimento de partilha.
Aliás o título do filme é «Praça dos Cidadãos».

 ao

Este espectáculo promovido pela Frente Tejo insere-se nas comemorações do Centenário da República, ao abrigo do protocolo de parceria com  a Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República.

 

 

Uma iniciativa da Frente Tejo S.A. com o apoio da Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República.



Espectáculo multimédia

Terreiro do Paço
3 de Outubro > | 23:59

A Frente Tejo vai realizar pela primeira vez em Portugal um espectáculo multimédia, com animação e efeitos 3D, projectado em toda a fachada do arco da Rua Augusta no Terreiro do Paço.


De 01 a 05 de Outubro de 2010, duas vezes por noite (às 21.30h e 23.50h) com excepção do dia 05 (apenas uma projecção às 22.00h) vai ser possível viajar no tempo: assistir ao terramoto e ao maremoto que arrasaram Lisboa, participar na sua reconstrução ao lado do Marquês de Pombal, conviver com figuras da política e da cultura que marcaram a História de Portugal.


A monumentalidade da fachada que serve de «tela» e a espectacularidade da projecção permitem dar aos cidadãos um sentimento de partilha.
Aliás o título do filme é «Praça dos Cidadãos».

 

Este espectáculo promovido pela Frente Tejo insere-se nas comemorações do Centenário da República, ao abrigo do protocolo de parceria com  a Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República.

 

Uma iniciativa da Frente Tejo S.A. com o apoio da Comissão Nacional para as Comemorações



Extensions by Siteground Web Hosting