payday loans

<<< Voltar

Associação Filarmónica União Verridense

Distrito:
Coimbra
Contacto:
Carlos Coelho Carvalho
Maestro:
Augusto Duarte Garcia
Nº Telefone:
239 676 012
Morada: Rua da Filarmónica União Verridense, Nº 1 e 3, 3140-608 Verride

Local de interpretação do Hino Nacional às 10h30 do dia 5 de Out

Junta de Freguesia de Verride

 

Direcção

Presidente: Carlos Coelho Carvalho
Vice-Presidente: Ivo Daniel Gonçalves Moreno
Vice-Presidente: Diogo Rafael Lopes Silva
Vice-Presidente: Mauro António Soares Almeida
Vice-Presidente: Bárbara Ferreira Moreira
Vice-Presidente: Joana Filipa Gonçalves Moreno
Vice-Presidente: Renato Daniel Lopes Silva
Vice-Presidente: Pedro Filipe da Silva Cordeiro
Vice-Presidente: Tiago Frederico Machado Nunes
Vice-Presidente: Diogo Ricardo Santos
Vice-Presidente: Ana Vanessa Duarte Lopes
Vice-Presidente: Afonso Fernandes D. Pereira Costa
Vice-Presidente: Tiago Rafael Oliveira Silva
Vice-Presidente: Frederico Ricardo Simões Carregado
Vice-Presidente: Tânia Daniela Silva Almeida
Vogal: Luís Manuel Pereira Moreira
Secretário: Susana da Conceição Costa Alves
Tesoureiro: Elisabete Correia Alves
 

Historial

 

Verride, 13 de Junho de 1808: nasce aquela que é hoje, muito provavelmente, a mais antiga filarmónica com uma actividade ininterrupta, a Filarmónica União Verridense. Fundada numa época bastante conturbada, esta banda filarmónica conciliava o ensino da música com algumas questões sociais, tendo sido criado um montepio com o objectivo de auxiliar viúvas e desamparados. Procurou-se ainda lutar contra o analfabetismo, já que, para além de ter que ostentar bigode, saber ler e escrever era requisito principal para se ser admitido. A 8 de Agosto de 1808, e com apenas dois meses de vida, esta filarmónica teve o seu primeiro acto solene ao receber, na praia do Cabedelo, Figueira da Foz, as tropas de Artur Wellesley, duque de Wellington, que então vieram em auxílio dos portugueses durante as invasões francesas.

 

A aposta e o empenho neste projecto sempre fora elevado, o que se reflectia no desenvolvimento social e na qualidade artística, qualidade essa que haveria de ser reconhecida por autoridades civis, militares e, inclusive, por monarcas. Mais recentemente, a 18 de Julho de 2008, a AFUV viu novamente reconhecido o seu importante papel no desenvolvimento cultural e social de Verride quando, em Diário da República, foi publicada a atribuição do estatuto de Pessoa Colectiva de Utilidade Pública.

 

Depois de em 2008 ter assinalado os seus 200 anos de actividade ininterrupta, a AFUV orgulha-se de pertencer hoje ao restrito clube das bandas bicentenárias, facto que só foi possível com o apoio dos seus amigos e com o esforço dos seus jovens músicos. Marco histórico de Verride e do concelho de Montemor-o-Velho, será seguramente também com o apoio daquelas pessoas que a AFUV irá continuar a colher inúmeros sucessos capazes de prestigiar a sua longa história.

 

Desde Julho de 2009, dirige os cerca de 50 músicos que, com uma média de idade a rondar os 18 anos, compõem a banda filarmónica da AFUV, o maestro Augusto Duarte Garcia.

Extensions by Siteground Web Hosting